sábado, 18 de março de 2017

Plano de experimentos em solo e voo

O plano atual de experimentos do Grupo de Foguetes Carl Sagan (GFCS), da Universidade Federal do Paraná (UFPR), e da Equipe Gralha Azul (UFPR, UP e UTFPR) é o seguinte:

23 de março de 2017 (quinta-feira) à tarde
Local: Vacaria/CPAI/Piraquara
1 LT MF apogeu 50 m
1 LT MF apogeu 100 m
2 LT MF classe 1/2A
2 LT MF apogeu 200 m
1 LT MF Netuno-R-Beta/Paraná-V (classe G)

26 de março de 2017 (domingo) à tarde
Local: Passaúna/Campo Largo
1 TR motor Netuno-R-Beta classe G
4 TR motor Urano classe H

13 de abril de 2017 (quinta-feira) à tarde
Local: Vacaria/CPAI/Piraquara
1 LT MF Netuno-R-Beta/Paraná-VI (classe G)
1 LT MF Netuno-R-Beta/Paraná-VII (classe G)

29 de abril de 2017 (sábado) de manhã
Local: CED/Centro Politécnico/UFPR/Curitiba
IV Festival Brasileiro de Minifoguetes (2017)
1 LT MF apogeu 50 m
1 LT MF apogeu 100 m
1 LT MF classe 1/2A

30 de abril de 2017 (domingo) de manhã e à tarde
Local: NITA/Fazenda Canguiri/UFPR/Pinhais
IV Festival Brasileiro de Minifoguetes (2017)
1 LT MF classe A
1 LT MF apogeu 200 m
1 LT MF apogeu 500 m

Maio e junho de 2017
Local: NITA/Fazenda Canguiri/UFPR/Pinhais
TR motor Netuno-M classe G
TE motor Urano classe H
TR e TE motor Saturno classe I

Maio e junho de 2017
Local: LMH/Centro Politécnico/UFPR/Curitiba
TE motor Netuno-R-Beta classe G
TE motor Netuno-M classe G

MF: minifoguete; TE: testes estático; LT: lançamento; TR: teste de resistência; TS: teste de sistema

sexta-feira, 17 de março de 2017

LAE recebe doação de prensa da BOVENAU

O Laboratório de Atividades Espaciais (LAE), da UFPR, recebeu no dia 15 de fevereiro uma prensa hidráulica de 15 toneladas doada pela empresa BOVENAU, de Rio do Sul (SC).

Com esta prensa no próprio LAE, o processo de carregamento do propelente KNSu em motores-foguete será mais ágil e reduzirá a contaminação por umidade.

Abaixo algumas fotos feitas durante o carregamento de dois motores no LAE no dia 9 de março.

O Grupo de Foguetes Carl Sagan (GFCS) da UFPR expressa aqui a sua gratidão à empresa BOVENAU pela doação efetuada.

Prensa BOVENAU preparada para compactar o propelente em um motor.

Carregamento do propelente no motor antes da prensagem.


Vista externa de dois motores após a prensagem do propelente.

Vista interna de dois motores com o propelente prensado. 


domingo, 12 de março de 2017

Orientações em andamento

Grupo de pesquisa em CFD, propulsão e aerodinâmica de foguetes (UFPR/CNPq)

Orientador: Prof. Carlos Henrique Marchi (DEMEC/TC/UFPR)


Nome
Nível
Tema
Éderson Luiz dos Santos Dias
TCC-2

Análise de desempenho do propelente KNSu prensado a frio
Eduardo Antônio Ribas Lima
TCC-1

Redução do arrasto aerodinâmico de minifoguetes
Felipe Geraldo Moura Milde
TCC-1

Estimativa do erro de discretização em CFD
Josimar Palczuk
Mestrado
Queima erosiva em motor-foguete a propelente sólido
Tobias Pinheiro Queluz
Mestrado
Cálculo e validação do coeficiente de arrasto de foguetes através de CFD;
coorientador: Guilherme Bertoldo (UTFPR-FB)
Ana Eliza Gonçalves Ferreira
Doutorado
(CMPR)
Redução do erro de discretização de campos de escoamentos de fluidos incompressíveis com multiextrapolação de Richardson completa
Abimael Alves de Oliveira Junior
Doutorado
(Simepar)
Otimização aerodinâmica supersônica com multiextrapolação de Richardson;
coorientador: Guilherme Bertoldo (UTFPR-FB)
Diego Fernando Moro
Doutorado
(UP)
Desenvolvimento de técnicas para reduzir os erros de iteração e discretização em CFD
Nicholas Dicati Pereira da Silva
Doutorado
(CAPES e UFPR)
Redução do erro de discretização de campos de escoamentos de fluidos compressíveis com multiextrapolação de Richardson completa; coorientadores: Luciano K. Araki (UFPR); Guilherme Bertoldo (UTFPR-FB); Rafael Brandão de Rezende Borges (UERJ)
Carlos Alberto Rezende de Carvalho Junior
Doutorado
(CAPES)
Estimativa e redução do erro de discretização em malhas não uniformes e não ortogonais com multiextrapolação de Richardson
Caroline Dall’ Agnol
Doutorado
(UTFPR-DV)
Estimativa e redução do erro de iteração em CFD
Antonio Carlos Foltran
Doutorado
(UP)
Verificação do erro numérico em problemas de radiação térmica
Josenei Godoi de Medeiros
Doutorado
(CAPES)
Proposta e teste de um sistema para controle de tubeira móvel;
coorientador: Alysson Nunes Diógenes (UP)
Izabel Cecília Ferreira de Souza Vicentin
Doutorado
(FA)
Transferência de calor teórica e experimental em motor-foguete a propelente sólido
Marcelo Borges dos Santos
Doutorado
A definir em propulsão de foguetes
Phillipe Mendes Rosa
Doutorado
A definir em propulsão de foguetes
IC: iniciação científica                                      
TCC: trabalho de conclusão de curso
PG-Mec: Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica
PPGMNE: Programa de Pós-Graduação em Métodos Numéricos em Engenharia
CNPq: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
CAPES: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
FA: Fundação Araucária

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Plano de experimentos em solo e voo

O plano atual de experimentos do Grupo de Foguetes Carl Sagan (GFCS), da Universidade Federal do Paraná (UFPR), e da Equipe Gralha Azul (UFPR, UP e UTFPR) é o seguinte:

28 de fevereiro de 2017 (terça-feira) à tarde
Local: Passaúna/Campo Largo
4 TR motor Urano da classe H
1 TS GPS/XBee da cápsula Paraná-V

3 de março de 2017 (sexta-feira) à tarde
Local: LMH/Centro Politécnico/UFPR/Curitiba
2 TS cápsula Paraná-V

23 de março de 2017 (quinta-feira) à tarde
Local: Vacaria/CPAI/Piraquara
1 LT MF apogeu 50 m
1 LT MF apogeu 100 m
2 LT MF classe 1/2A
2 LT MF apogeu 200 m
1 LT MF Netuno-R-Beta/Paraná-V (classe G)
1 LT MF Netuno-R-Beta/Paraná-VI (classe G)

2 de abril de 2017 (domingo) à tarde
Local: LMH/Centro Politécnico/UFPR/Curitiba
1 TE motor Netuno-R-Beta classe G
4 TE motor Netuno-M da classe G

13 de abril de 2017 (quinta-feira) à tarde
Local: Vacaria/CPAI/Piraquara
1 LT MF Netuno-R-Beta/Paraná-VII (classe G)

29 de abril de 2017 (sábado) de manhã
Local: CED/Centro Politécnico/UFPR/Curitiba
IV Festival Brasileiro de Minifoguetes (2017)
1 LT MF apogeu 50 m
1 LT MF apogeu 100 m
1 LT MF classe 1/2A

30 de abril de 2017 (domingo) de manhã e à tarde
Local: NITA/Fazenda Canguiri/UFPR/Pinhais
IV Festival Brasileiro de Minifoguetes (2017)
1 LT MF classe A
1 LT MF apogeu 200 m
1 LT MF apogeu 500 m

MF: minifoguete; TE: testes estático; LT: lançamento; TR: teste de resistência; TS: teste de sistema

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Primeiro pós-doutorado do grupo de CFD/UFPR

Audiência Pública de Pós-Doutorado no
Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica da
UFPR

Título do trabalho:
Método multigrid otimizado para resolver as equações de Navier-Stokes 2D com volumes finitos

O presente trabalho de atividades de estágio pós-doutoral apresenta os resultados alcançados em consonância com os objetivos elencados no projeto de pesquisa submetido como condição de aceitação para a realização de pós-doutorado junto ao PG-Mec. O método Full Multigrid geométrico com o esquema FAS é implementado para resolver a equação de Poisson e as equações de Navier-Stokes nas formulações função de corrente e vorticidade e variáveis primitivas. O método de volumes finitos é adotado para discretizar as equações diferenciais em malhas co-localizadas. Os solvers Gauss-Seidel, SOR, MSI e SIP são usados para resolver os sistemas de equações. Alguns parâmetros do método multigrid são investigados. As propriedades teóricas do método multigrid para as equações de Navier-Stokes em variáveis primitivas foram confirmadas nos resultados. Soluções numéricas em malhas super-refinadas com números de Reynolds (Re) <= 5000 foram obtidas, além de excelentes valores de speed-up's para altos números de Reynolds.

Pesquisador: prof. Dr. Cosmo Damião Santiago

Supervisor: prof. Dr. Carlos Henrique Marchi

Data: 21 de fevereiro (terça-feira)

Horário: 9:00 h

Local: sala PG-Mec 2

Todos os interessados estão convidados a participar.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Plano de experimentos em solo e voo

O plano atual de experimentos do Grupo de Foguetes Carl Sagan (GFCS), da Universidade Federal do Paraná (UFPR), e da Equipe Gralha Azul (UFPR, UP e UTFPR) é o seguinte:

15 de fevereiro de 2017 (quarta-feira) de manhã
Local: Vacaria/CPAI/Piraquara
2 LT MF classe 1/8A
2 LT MF apogeu de 50 m
1 LT MF classe 1/4A
2 LT MF apogeu de 100 m
1 LT MF classe A
1 LT MF Netuno-R-Beta/Paraná-IV (classe G)

?? de fevereiro de 2017 (???????) de manhã
Local: Passaúna/???
4 TR motor Urano da classe H

?? de fevereiro de 2017 (???) ?? h
Local: LMH/Centro Politécnico/UFPR/Curitiba
4 TE motor Netuno-M da classe G

14 de março de 2017 (terça-feira) de manhã
Local: Vacaria/CPAI/Piraquara
2 LT MF classe 1/8A
2 LT MF apogeu de 50 m
1 LT MF classe 1/4A
2 LT MF apogeu de 100 m
2 LT MF classe 1/2A
2 LT MF classe A
2 LT MF apogeu de 200 m
1 LT MF Netuno-R-Beta/Paraná-IV (classe G)

14 de abril de 2017 (sexta-feira) de manhã
Local: Vacaria/CPAI/Piraquara
1 LT MF Netuno-R-Beta/Paraná-IV (classe G)

MF: minifoguete
TE: testes estático
LT: lançamento
TR: teste de resistência
TS: teste de sistema

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Plano de experimentos em solo e voo

O plano atual de experimentos do Grupo de Foguetes Carl Sagan (GFCS), da Universidade Federal do Paraná (UFPR), e da Equipe Gralha Azul (UFPR, UP e UTFPR) é o seguinte:

8 de fevereiro de 2017 (quarta-feira) de manhã
Local: Fazenda Canguiri/UFPR/Pinhais
4 TR motor Urano da classe H

15 de fevereiro de 2017 (quarta-feira) de manhã
Local: Vacaria/CPAI/Piraquara
2 LT MF classe 1/8A
2 LT MF apogeu de 50 m
1 LT MF classe 1/4A
2 LT MF apogeu de 100 m
1 LT MF classe A
1 LT MF Netuno-R-Beta/Paraná-IV (classe G)

19 de fevereiro de 2017 (domingo) 15:00 h
Local: LMH/Centro Politécnico/UFPR/Curitiba
4 TE motor Netuno-M da classe G

14 de março de 2017 (terça-feira) de manhã
Local: Vacaria/CPAI/Piraquara
2 LT MF classe 1/8A
2 LT MF apogeu de 50 m
1 LT MF classe 1/4A
2 LT MF apogeu de 100 m
2 LT MF classe 1/2A
2 LT MF classe A
2 LT MF apogeu de 200 m
1 LT MF Netuno-R-Beta/Paraná-IV (classe G)

14 de abril de 2017 (sexta-feira) de manhã
Local: Vacaria/CPAI/Piraquara
1 LT MF Netuno-R-Beta/Paraná-IV (classe G)

MF: minifoguete
TE: testes estático
LT: lançamento
TR: teste de resistência
TS: teste de sistema

sábado, 14 de janeiro de 2017

Equipes do GFCS da UFPR


Atualmente o Grupo de Foguetes Carl Sagan (GFCS), da Universidade Federal do Paraná (UFPR), é formado por 24 pessoas (2 professores-doutores, 7 doutorandos, 3 mestrandos e 12 graduandos), estando dividido conforme as equipes descritas abaixo.


Equipe: Classe 1/8A-LAE/UFPR

Objetivo: recorde de apogeu com motor da classe 1/8A

Membro: Éderson Luiz dos Santos Dias


Equipe: Apogeu 50-LAE/UFPR

Objetivo: recorde para apogeu exato de 50 m

Membros: Álvaro Ricardo Ferreira Bento Júnior, Geverson Luciano Ramos e Giovanne Deni Iorio


Equipe: Classe 1/4A-LAE/UFPR

Objetivo: recorde de apogeu com motor da classe 1/4A

Membros: Diego Fernando Moro e Fernanda Cristina Gomes


Equipe: Apogeu 100-LAE/UFPR

Objetivo: recorde para apogeu exato de 100 m

Membros: Gustavo Padovany da Silva, Caroline Dall’ Agnol e Dener Augusto Iorio

Equipe: Classe 1/2A-LAE/UFPR

Objetivo: recorde de apogeu com motor da classe 1/2A

Membros: Alexandre Vidal Bento, Vinicius de Souza Tenório e Vinicius Luiggi Bohrer Coser


Equipe: Apogeu 200-LAE/UFPR

Objetivo: recorde para apogeu exato de 200 m

Membros: Tobias Pinheiro Queluz e  Antonio Carlos Foltran

Equipe: Classe A-LAE/UFPR

Objetivo: recorde de apogeu com motor da classe A

Membros: Carlos Alberto Rezende de Carvalho Junior e Izabel Cecília Ferreira de Souza Vicentin

Equipe: Gralha Azul

Objetivo: recorde para apogeu exato de 500 e 1000 m

Membros: Diego Fernando Moro, Éderson Luiz dos Santos Dias, Antonio Carlos Foltran, Josimar Palczuk, Nicholas Dicati Pereira da Silva, Carlos Eduardo Américo, Tobias Pinheiro Queluz, Josenei Godoi de Medeiros, Ruven Wang, Fabio Mauricio Matos e Luciano Kiyoshi Araki


A equipe Gralha Azul também é constituída por membros da Universidade Positivo (UP) e Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) campi Francisco Beltrão e Curitiba.

Orientador das equipes, líder e fundador em 2005 do GFCS: prof. Carlos Henrique Marchi

Sede do GFCS:
Laboratório de Atividades Espaciais (LAE)
Sala 7-16
Departamento de Engenharia Mecânica (DEMEC)
Bloco IV do Setor de Tecnologia (TC)
Campus Centro Politécnico
Universidade Federal do Paraná (UFPR)
Bairro Jardim das Américas
Curitiba, PR

Contatos e informações:                             
Fone: (41) 3361-3126

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Comparação do apogeu fornecido por altímetros a bordo

O objetivo desse estudo é avaliar a confiabilidade do valor do apogeu fornecido por altímetros comerciais e em função do apogeu. Foram considerados quatro minifoguetes que voaram com dois ou quatro altímetros a bordo. Eles utilizaram altímetros de quatro fabricantes comerciais. O apogeu variou entre cerca de 130 e 2260 metros.

Tabela 1. Datas dos lançamentos e altímetros usados

Minifoguete
LT
Número
Altímetros
LAE-90
 5 Dez 2016
4
MicroPeak e NanoPeak
Netuno
19 Dez 2015
2
MicroPeak e StratoLogger
Épsilon-1
14 Dez 2014
2
MicroPeak e Alt15K/WD
RD-05
27 Jun 2015
2
StratoLogger
Minifoguete: nome do minifoguete
LT: data de lançamento
Número = quantidade de altímetros a bordo
Altímetros: tipos dos altímetros a bordo
RD-05: minifoguete da equipe ITA Rocket Design
Os demais minifoguetes são do Grupo de Foguetes Carl Sagan da UFPR

Tabela 2. Apogeus fornecidos pelos altímetros

Minifoguete
LAE-90
Netuno
Épsilon-1
RD-05
Hmin (m)
131,5
364,5
406,0
2238,2
Hmed (m)
133,1
365,5
410,9
2257,7
Hmax (m)
134,0
366,5
415,8
2277,2
DHmax (m)
  1,6
  1,0
  4,9
  19,5
DHmax (%)
  1,217
  0,274
  1,207
   0,871
Hmin = valor mínimo do apogeu entre os altímetros usados no voo
Hmed = valor médio do apogeu entre os altímetros usados no voo
Hmax = valor máximo do apogeu entre os altímetros usados no voo
DHmax (m) = máxima diferença absoluta entre Hmed e Hmin/Hmax
DHmax (%) = DHmax (m) adimensionalizado por Hmin

Na Tabela 2 verifica-se que a máxima variação entre o valor médio do apogeu e os valores mínimo e máximo é de 1,217% do valor mínimo. Portanto, se for usado apenas um altímetro a bordo do minifoguete, pode-se esperar uma variação do dobro deste valor, isto é, ±2,434% do valor lido; por questão prática, arredonda-se este valor para 2,5%.

Por exemplo: se no voo do Épsilon-1 tivesse sido usado apenas o altímetro que registrou 406,0 metros de apogeu, com a variação máxima esperada de ±2,5% do valor lido tem-se ±10,2 m, ou seja, o apogeu estaria no intervalo de 395,8 a 416,2 m. Por outro lado, se tivesse sido usado apenas o altímetro que registrou 415,8 metros de apogeu, com a variação máxima esperada de ±2,5% do valor lido tem-se ±10,4 m, ou seja, o apogeu estaria no intervalo de 405,4 a 426,2 m.

Conclusão: recomenda-se estimar o erro do apogeu fornecido por um altímetro com ±2,5% do valor lido.


O altímetro MicroPeak da Altus Metrum.